Os primeiros passos para se juntar à Resistência – Sea Gate (Sonic Forces Mods) | Avulsos #50
RPNV 2016 #10: quem foi ou não eleito?
AMQCM #54: Hardwired… To Self Destruct (2016), por Metallica | Álbuns
NNL Indica #3: dicas para acompanhar tudo sobre Chespirito e Dragon Ball Super no Brasil
Eventos massa™ #2: Brasil Game Show 2016 | NNL em eventos
O pior porre da minha vida | Casos Pessoais
Janela de dicas #25: como remover o Warsaw completamente do seu Windows | Macetes
Nos Fragmentos do HD #15: os 10 anos do AE KASINÃO
Avulsos #4: Tanglewood para Sega Genesis / Mega Drive | NNL Games
Crunchyroll: saiba como ter acesso Premium+ por 48 horas

Done With Mirrors (1985, Aerosmith) – Álbuns | AMQCM #76

#1096
#100 0100 1000 (binário)
#448 (hexadecimal)
#2 110 (octal)

AMQCM #76 no ar para trazer o álbum de reunião do Aerosmith (Done With Mirrors, 1985), que lançou dois álbuns de estúdio sem a formação original antes disso.

Em 1979, durante uma turnê entre as gravações de Nights In The Ruts (1979), o uso de drogas começou a atrapalhar muito o Aerosmith. No backstage de um show realizado no Cleveland Stadium em 28/07/1979, Elissa, esposa de Joe Perry, atirou um copo de leite em Terry, esposa de Tom Hamilton. Steven Tyler foi tirar satisfações com Perry sobre o comportamento de Elissa e, após a briga, o guitarrista deixou a banda e criou o The Joe Perry Project.

Mesmo sem Perry, o Aerosmith terminou as gravações de Nights In The Ruts com Richard Supa, parceiro da banda, tapando o buraco até a contratação de Jimmy Crespo como guitarrista principal. O álbum, lançado em 01/11/1979, não foi tão bem como os antecessores, mas tem como destaque Remember (Walking In The Sand), cover da música de Shangri-Las de 1964.

Os problemas com drogas de Tyler, aliados a shows em locais menores e sem muita expressividade, além do acidente motociclístico do vocalista em 1980, fizeram o Aerosmith ficar em uma situação complexa, mesmo com o lançamento da primeira coletânea Greatest Hits. E a situação piorou ainda mais em 1981, com a saída de Brad Whitford em 1981 após a gravação de Lightning Strikes, música que estaria presente no próximo álbum. O segundo guitarrista resolveu se juntar a Derek St. Holmes, empreitada que não deu certo. Após isso, em 1984, Brad se junta ao The Joe Perry Project.

Entre todas estas turbulências, o Aerosmith contratou Rick Dufay para o lugar de Brad Whitford. E terminou o álbum Rock In A Hard Place, produzido por Jack Douglas. A empreitada, lançada em 01/08/1982, só rendeu com o single previamente gravado no ano anterior, Lightning Strikes. Tal qual a turnê do álbum antecessor, a tour de RIAHP não decolou.

Em 14/02/1984, Perry (separado de Elissa) e Brad assistiram a um show do Aerosmith Orpheum Theatre de Boston. No backstage, as diferenças foram colocadas de lado e a formação original da banda foi reintegrada. Então, foi lançada a Back in the Saddle Tour, bem como a assinatura com a Geffen Records.

Em 09/11/1985, a reunião da formação original foi referendada com o lançamento de Done With Mirrors, que contou Let The Music To The Talking, faixa-título do álbum do The Joe Perry Project lançado em 1980. Mesmo sendo bem-recebido pela crítica, a banda não mostra tanto apreço por este, considerando-o abaixo das expectativas. Ainda assim, o álbum ajudou o Aerosmith a retomar o caminho do sucesso, pavimentado com o relançamento de Walk This Way em 1986, junto com a banda de hip-hop Run-DMC.

Confira este álbum, que contém o apreço do fãs do Aerosmith.




Por: Not Now Lucas

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.