Mais um a meu favor #218: esboços, generosidade e certas pessoas
RPNV 2016 #10: quem foi ou não eleito?
AMQCM #54: Hardwired… To Self Destruct (2016), por Metallica | Álbuns
NNL Indica #3: dicas para acompanhar tudo sobre Chespirito e Dragon Ball Super no Brasil
Eventos massa™ #2: Brasil Game Show 2016 | NNL em eventos
O pior porre da minha vida | Casos Pessoais
Janela de dicas #25: como remover o Warsaw completamente do seu Windows | Macetes
Nos Fragmentos do HD #15: os 10 anos do AE KASINÃO
Avulsos #4: Tanglewood para Sega Genesis / Mega Drive | NNL Games
Crunchyroll: saiba como ter acesso Premium+ por 48 horas

Trechos Top® #11: um telefone quase sem fio

#776

Estamos de volta com mais Trechos Top®. Como tema, mais um episódio de Los Caquitos em Chespirito, que mostra o quando a série estava à frente do seu tempo, imaginando como seria o mundo com os smartphones e os assistentes virtuais.

No episódio, Sargento Refúgio recebe a ligação de um amigo, funcionário da rodoviária da cidade, informando sobre a chegada da sua amada Marujita. Na pressa, o policial arranca o bocal do telefone da delegacia. Para disfarçar, Maruja diz que aquilo é um novo tipo de telefone celular, fazendo os outros acreditarem na história. Definitivamente, é uma espécie de previsão de como a telefonia celular evoluiria para chegar ao patamar dos dias atuais.

Confira o episódio, disponibilizado por Eduardo Gouvea (Valette Negro) em seu canal no YouTube (EduGouvea), com a dublagem BKS, além do Trechos Top® #11 com a visão vanguardista em relação aos vindouros smartphones.


Vídeo original (EduGouvea)

Trechos Top® #11


Se gostou, dê like, adicione aos Favoritos, compartilhe o vídeo e se inscreva no canal do NNL. Também não deixe de acompanhar este e outros posts do blog.

Voltaremos em breve com mais Trechos Top®. Até.

Por: Not Now Lucas

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.