[Séries] Sonic CD (Extra) #2 : Pulando errado pelo tempo | NNL Games
RPNV 2016 #10: quem foi ou não eleito?
AMQCM #54: Hardwired… To Self Destruct (2016), por Metallica | Álbuns
NNL Indica #3: dicas para acompanhar tudo sobre Chespirito e Dragon Ball Super no Brasil
Eventos massa™ #2: Brasil Game Show 2016 | NNL em eventos
O pior porre da minha vida | Casos Pessoais
Janela de dicas #25: como remover o Warsaw completamente do seu Windows | Macetes
Nos Fragmentos do HD #15: os 10 anos do AE KASINÃO
Avulsos #4: Tanglewood para Sega Genesis / Mega Drive | NNL Games
Crunchyroll: saiba como ter acesso Premium+ por 48 horas

Depósito errado, Itaú e pequena causa | Casos Pessoais

#555
Imagem de destaque (vide visualização via página principal): Responsabilidade Social.

O atendimento é ó...

Bancos: nossa relação com as instituições financeiras são de muitos altos e baixos. De um lado, o conforto de ter serviços como Internet Banking, maior segurança, etc. De outro, a dificuldade em resolver problemas (muitas vezes simples). No caso, a má vontade também conta negativamente. Este é o Caso Pessoal de um depósito errado e a demora na retificação do valor correto.

Valor colocado errado e à espera da retificação

Tudo começa numa bela tarde de 03/07/2015. Eu me dirijo ao banco Itaú mais próximo da minha casa para fazer o depósito do pagamento quinzenal recebido. Por costume, sempre deposito a mesma quantia em minha conta, porém neste exato dia, tinha uma quantia a mais (no caso, uma nota).

Era uma vez um depósito bancário.

Era uma vez um depósito bancário.

Pelo costume, coloquei o valor habitual no momento da operação. Imediatamente percebi o erro, ainda assim com a esperança de haver o procedimento padrão: abertura de envelopes, conferência e qualquer retificação caso o valor marcado não seja o realmente conferido.

O banco confirmou apenas o valor marcado na hora da operação. Começa então uma “pequena” grande dor de cabeça.

Dor de cabeça em todas as tentativas de solução

Logo à noite, no mesmo dia, comecei a entrar em contato com o Itaú por email e pelo Twitter. Na rede social, recebi a resposta óbvia: aguardar a retificação. No dia útil seguinte (06/07/2015), fui à agência do depósito, recebendo a mesma resposta. Detectei uma certa falta de boa vontade naquele atendimento.

Em contato telefônico, não consegui nada além de ser obrigado ir novamente à agência novamente. Lá vou eu no dia 08/07/2015 de novo em busca de uma solução. A “boa” vontade foi mostrada da melhor forma possível: peguei a senha, fui mal atendido, peguei o extrato – que muito pouco serviria -, peguei fila de atendimento para receber a seguinte resposta: “O depósito estava correto, você deve ter se enganado”. A atendente dissertou sobre a segurança no processo de checagem de depósitos, porém sequer quis investigar qualquer eventual erro.

Todos podem, poucos querem.

Todos podem, poucos querem.

Pequena causa resolvida sem Pequenas Causas

Mais calmo pelo stress passado, entrei em contato com o Procon e fui orientado a procurar o Juizado Cível (Pequenas Causas) para tentar entrar em acordo com o Itaú. Porém o valor era muito pequeno e ter dor de cabeça com audiências de conciliação não valeria muito a pena.

Xingar muito no Twitter deu algum resultado: a conta oficial do Itaú entrou em contato comigo, pediu os dados para contato e abriu um protocolo de atendimento. Estava incrédulo de haver alguma solução.

Qual não é minha surpresa de receber uma ligação do banco no dia 10/07/2015. Pediram desculpas pelos transtornos, retificaram o valor restante do fatídico depósito e prometeram investigar o que ocorreu 7 dias antes.

Felizmente a pequena causa foi resolvida, mas não deveria haver tanta enrolação e má vontade para se darem ao luxo de pelo menos investigarem e tratarem o problema com seriedade desde o começo. Afinal, bancos têm o ônus da prova, ou seja, são obrigados a provarem que o cliente está ou não errado por ter maiores condições de fazê-lo e não o contrário.

A relação fornecedor x cliente é muito desleal.

A relação fornecedor x cliente é muito desleal.

Já passou por problemas com seu banco? Se sim, fique à vontade para contar tudo nos comentários. O ônus da prova não é nosso. 😉

Por: Not Now Lucas

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.