Mais um a meu favor #231: Caetano Veloso, buquê da noiva e compras de supermercado
RPNV 2016 #10: quem foi ou não eleito?
AMQCM #54: Hardwired… To Self Destruct (2016), por Metallica | Álbuns
NNL Indica #3: dicas para acompanhar tudo sobre Chespirito e Dragon Ball Super no Brasil
Eventos massa™ #2: Brasil Game Show 2016 | NNL em eventos
O pior porre da minha vida | Casos Pessoais
Janela de dicas #25: como remover o Warsaw completamente do seu Windows | Macetes
Nos Fragmentos do HD #15: os 10 anos do AE KASINÃO
Avulsos #4: Tanglewood para Sega Genesis / Mega Drive | NNL Games
Crunchyroll: saiba como ter acesso Premium+ por 48 horas

IiL #9: Feedsea, Feedly e agregador

#539
Imagem de destaque (vide visualização via página principal): TekkNotes.

Feedly

Na era das redes sociais, do acesso à informação facilitado, manter-se antenado é praticamente uma regra básica. Esta é a razão de viver dos agregadores de feed RSS, permitindo o acompanhamento de sites, blogs, entre outros sem a necessidade de abrir o navegador e acessar determinado conteúdo.

Com o fim do Google Reader em 2013, vários serviços semelhantes ganharam destaque. O Feedly é um deles e talvez seja o maior beneficiado do trágico fim do agregador do Google. Ele é multiplataforma, está disponível para Android, iOS e navegadores (seja pelo site ou por meio da extensão oficial para Google Chrome). Como é praxe, Windows ficou de fora, mas os devs da plataforma trazem opções para usufruir do agregador. O app da vez é o Feedsea.

O Feedsea conta com uma interface limpa e de fácil interação. Para fazer o login, é necessário ter uma conta em um destes serviços (Twitter, Facebook, Google, Microsoft, Evernote ou uma conta Enterprise). Logo após aberto, pode-se adicionar as fontes de notícias desejadas na opção dentro dos ‘…’ “Adicionar Fonte”. Ao encontrar o feed desejado, basta adicioná-lo a uma categoria (caso não exista, basta criá-la). Pronto, a mágica acontece e todas os artigos serão mostrados na timeline do app.

Ao clicar em um post, mostra-se a notícia no formato simplificado. Dentro dele, há a opção de compartilhá-lo, armazená-lo no OneNote, no Instapaper e no Pocket ou até mesmo salvá-lo para ser lido em uma outra ocasião. Se achar melhor ler o texto diretamente pelo site, há também a opção de abrir o site diretamente pelo Internet Explorer.

O app ainda dispõem de opções de personalização bacanas, como a forma de apresentação e leitura dos artigos, o layout, as opções de terceiros e os apps padrão para abrir vídeos do YouTube e links da internet, mostrar notificações em um live tile e entrar em contato com a equipe de desenvolvimento do Feedsea para ajudar a melhorar a experiência do usuário (UX). Se não gosta de se deparar com os “temidos” anúncios, basta desembolsar R$ 1,99 para removê-los para sempre.

Simples e eficiente, o Feedsea possivelmente é a melhor opção para acompanhar os feeds RSS dentro do Feedly. Algo que me agradou nele foi o Live Tile (nos três tamanhos), embora este pudesse trazer um pouco mais de informações, além do marcador de posts não lidos estar bugado – mesmo quando todos os artigos tenham sido marcados como lidos. Com certeza, vale a pena ter este app no Windows [Phone].

Para baixar o Feedsea (na versão 1.5.0.25), para Windows Phone 8 e 8.1, acesse a Windows Phone Store ou leia o QR Code.

Feedly QR Code

Por: Not Now Lucas

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.