[Séries] Sonic Mania #8 (Sonic & Tails): Como o Oeste venceu | NNL Games
RPNV 2016 #10: quem foi ou não eleito?
AMQCM #54: Hardwired… To Self Destruct (2016), por Metallica | Álbuns
NNL Indica #3: dicas para acompanhar tudo sobre Chespirito e Dragon Ball Super no Brasil
Eventos massa™ #2: Brasil Game Show 2016 | NNL em eventos
O pior porre da minha vida | Casos Pessoais
Janela de dicas #25: como remover o Warsaw completamente do seu Windows | Macetes
Nos Fragmentos do HD #15: os 10 anos do AE KASINÃO
Avulsos #4: Tanglewood para Sega Genesis / Mega Drive | NNL Games
Crunchyroll: saiba como ter acesso Premium+ por 48 horas

RPNV 2012 #9: quem foi ou não eleito?



#345

O pleito praticamente se encerrou em todo o Brasil no último domingo (07/10/2012), salvo cidades que terão 2º turno para escolher seus respectivos prefeitos no dia 28/10/2012. As eleições para vereadores se resolveram (e se resolvem) no 1º turno. Então, este último post do RPNV 2012 vai mostrar se os oitos candidatos abordados foram eleitos ou não, ou se ainda podem sê-los.

  1. Thalison Mendes => o candidato do PSL à Câmara de Rio Claro/SP, do jingle que faz paródia da música Gotta Catch ‘Em All, de Pokémon, obteve 344 votos (0,36% dos votos válidos), mas não conseguiu nenhuma das 12 vagas para a legislatura 2013-2016.
  2. Clark Crente => o “super herói de Deus” candidato a candidato do PDT não conseguiu uma das vagas para concorrer às eleições de Curitiba.
  3. Feio => o candidato do PPS à Câmara de São Bernardo do Campo obteve 371 votos (0,09% dos votos válidos), mas não conseguiu nenhuma das 28 vagas para vereador à partir de 2013.
  4. José Serra => o candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, do jingle Serra Já, obteve 1.884.849 votos (30,75% dos votos válidos) e irá disputar o 2º turno com Fernando Haddad (PT), que obteve 1.776.317 votos (28,98% dos votos válidos).
  5. Dinei => o candidato do PDT à Câmara de São Paulo, que utilizou seu status de ídolo do Corinthians para tentar se eleger, obteve 9.243 votos (0,16% dos votos válidos), mas não está entre os 55 eleitos para legislar à partir de 2013.
  6. Davi => o candidato à vereador de Ponta Grossa/PR pelo PDT, que pediu ajuda de forma inusitada, obteve 655 votos (0,38% dos votos válidos), mas não conseguiu nenhuma das 23 cadeiras da Câmara da cidade à partir de 2013.
  7. Seu Barriga => o candidato à vereador de Torres/RS pelo DEM tentou barrigar, digo, galgar uma das 13 vagas na Câmara Municipal, e obteve 35 votos (0,17% dos votos válidos), mas não chegou ao seu objetivo.
  8. Pintinha do Baeta => o candidato à vereador de São Bernardo do Campo pelo PT do B, um cara com nome engraçado e integrante do voto de protesto, obteve 551 votos (0,14% dos votos válidos) e, assim como Feio, não foi eleito.

Com exceção de Serra, que ainda poderia ser eleito prefeito de São Paulo (mas não foi), todos os outros não conseguiram o direito de serem vereadores de suas respectivas cidades, mesmo usando-se de artimanhas já bem conhecidas, como jingles, slogans, nomes engraçados, entre outras, pois talvez não fossem (ou não são) preparados para exercerem um cargo de alta responsabilidade. Ou porque não foram engraçados o suficiente, no chamado “efeito Tiririca”. Não há como afirmar ainda com precisão se o voto amadureceu de vez, mas pelo menos está no caminho certo.

E aqui se encerra a coluna especial Rir para não votar 2012. Até 2014 (se o tempo deixar).

Por: Mamá LP

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.