Mudança escorregadia | Casos Pessoais


#281

Hora de mais um Casos de Família caso pessoal. Hoje vai ser da mudança escorregadia.

Meu pai e eu trabalhamos com entregas sob frete, entregando produtos de limpeza, bebidas, miojo, etc. Como este não é “suficiente” para dar uma boa grana, fazemos “horas extras”: mudanças.

Pois bem, na sexta, dia 08/06/2012, depois do costumeiro trabalho, fomos fazer uma mudança programada a mais de uma semana. Pelo o que a contratante do carreto tinha dito e mostrado, seria uma mudança pequena, feita é uma viagem apenas.

Fomos lá para ver e fazer o trabalho extra, com um ajudante a mais, tivemos surpresas não muito agradáveis: era bem mais do que se imaginava de coisas, isso aliado a chuva e ao capeamento de paralelepípedo e a casa onde seria feita a descarga era em uma descida.

O problema não era a trabalheira enorme que ia dar, era o perigo de que alguma coisa do carregamento causar um inconveniente (um acidente no caso). E a sujeira das coisas carregadas de uma casa para a outra também complicaram o trabalho.

Agora vem a parte “pá de cal”: começou na feitura do orçamento, quando a contratante pediu para que o frete a ser cobrado fosse de R$ 200, por alegado aperto financeiro no atual momento. A mesma mostrou apenas dois dos três cômodos da antiga casa, e este cômodo omitido tinha uma porção de tralha. Era tanta coisa que pensei que seriam necessárias três viagens, nas já citadas condições, mas foram “apenas” duas. Ainda bem que a casa nova tinha cômodos bem espaçosos que, mesmo assim, quase não comportou tanta coisa. Portanto, o preço justo para o serviço seria algo em torno de R$ 400.

Está cada vez mais difícil acreditar na palavra das pessoas, principalmente quando elas não estão nem aí para quem está ajudando ela em um momento não transição. O jeito é tentar continuar trabalhando certo e com competência para ver se acabam acontecendo coisas muito boas (sobrepondo as coisas ruins).

Por: Mamá LP

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.