Grande Irmão BaBaBaca


O formato famoso no mundo todo do reality show Big Brother surgiu na Holanda em 1997, criado por John De Mol. O nome veio de uma alusão ao Grande Irmão do livro 1984 (1949), de George Orwell, e a concepção dele vem de um confinamento de aproximadamente 3 meses, com mais de 12 pessoas brigando por uma bolada. A cada semana, temos uma eliminação, prova do líder e do anjo, prova da comida e duas festas, até o fim do período da edição.

O Big Brother Brasil surgiu no Brasil em 2002, quando neste ano teve duas edições: entre janeiro e março e junho e agosto. Inicialmente, apresentado por Pedro Bial e Marisa Orth, e depois apenas pelo PB, traz a mesma concepção da produção da Endemol (empresa de John de Mol). A atração, que, por tradição, vai ao ar nas férias das produções da Globo (estas voltam sempre em abril), traz uma espécie de novela comandada por Boninho, diretor da atração. Geralmente são chamadas pessoas que supostamente tem alguma ligação com alguém da emissora, ou pessoas que não necessitam tanto do prêmio. Sempre temos vilões, mocinhos, anjinhos.

Esta atração já transformou em heróis (segundo o próprio Bial) diversas pessoas. Muitas têm este momento de heroísmo ou antagonismo bem curto, muitas são mulheres muito bonitas posarem nua para a Playboy, Sexy ou qualquer revista especializada nisto. Mas sempre tem aqueles participantes que se sobressaem e conseguem se manter na cena televisiva. É o caso de Sabrina Sato (apresentadora do Pânico na TV), Iris (apresentadora do TV Fama) – ambos programas da RedeTV – e Juliana Alves (atriz da Globo). Para se ter ideia, quando o BBB 12 acabar, teremos mais de 180 ex-participantes no total.

O dinheiro que se gasta com toda a produção desta babaquice é recolhido nas ligações e SMSs para paredão, big boss e para quer vai vencer esta patacoada, embora também haja a votação pela internet. Sem contar o que se fatura no total (R$ 300 milhões), com a audiência ganha pelo programa. A tortura irá até 2016 (vide: http://www.tudocom.net/?p=8189), até que, possivelmente, renovem mais uma vez o contrato.

Engana-se quem pensa que o BBB foi o primeiro reality do Brasil com este formato de confinamento. A Casa dos Artistas, que foi ao ar em 2001 e teve quatro edições (uma em cada ano), teria se inspirado no formato do Grande Irmão personalizado pela Endemol, trazendo apenas artistas. Foi o SBT que trouxe este nicho mundial para cá, e que vem nos infernizando, principalmente a dupla BBB – A Fazenda.

Sim, eu já perdi muito tempo torcendo por alguém se dar bem ou mal no BaBaBaca. Mas vejo que o mais sensato é buscar alguma opção e, caso não haja (provavelmente não), desligo a TV e vou ter uma boa noite de sono.

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.