Mudanças, medo e vanguarda


As mudanças têm papel fundamental na existência humana, na quebra de tabus, na descoberta, na abertura de mentes muito conservadoras, etc. Ao mesmo tempo que são boas, também pode ser tristes, pois podem representar despedidas, ainda que não definitivas. Elas também causam medo da rejeição, de nada dar certo.

Hábitos que fazem mal ao próximo e a si têm que ser mudados para o bem-estar de todos. Podem ser alimentares, por comer muito, ou pouco, para evitar doenças que possam encurtar vidas. Podem ser de caráter, para a busca de ser pessoas menos agressiva, por exemplo, que magoem os sentimentos das outras amadas.

Mudanças naquilo que era dado como verdade “absoluta” há tempos atrás e não poderia sofrer modificação. Como a teoria de heliocentrismo, de Copérnico (considerado herege), quando se acreditava que a Terra era o centro do Universo, ou do vanguardismo de Leonardo Da Vinci, quando o mesmo fez esboços de máquinas voadoras, de guerra, entre outras, ou as Vanguardas Europeias, que tinham como objetivo mudar a concepção “verdadeira arte”. Aliás, “vanguarda” e “mudança” têm íntima ligação entre si.

Novo emprego, nova escola, nova casa, etc. Estas são as que mais dão medo, quando vêm perguntas como: “Será que dará certo?”; “Será que conseguirei viver em outra cidade?”; “Serei bem-sucedido?”. Como já citado anteriormente, é questão de costume e vontade para que se dê certo. Sem contar a certeza de que a mudança fará bem, que se está preparado em todos os sentidos para isto. Não faltam histórias de arrependimento de mudanças mal-sucedidas.

Resumo da ópera: está longe de ser fácil fazer mudanças, desde aquelas minúsculas até aquelas maiores. Elas, de um jeito ou de outro, modificam vidas, seja de forma mínima, na vida de uma família, seja de forma grandiosa, no modo de pensar de toda uma sociedade. Mudanças são fantásticas, para bem e para mal.

The following two tabs change content below.

notnowlucas

São Paulo - SP
Formado em Informática e antenado no universo da tecnologia, gosto de escrever sobre tudo que me convier. Possuo um Nokia Lumia 730 e não gosto que caçoem de mim.